"Formatura das nossas crianças no Proerd é um dos nossos maiores presentes nestes 67 anos", afirma Paranhos

O Ginásio Municipal de Esportes Odilon  Reinhardt, o conhecido "Ginásio da Neva" ficou lotado pelos alunos da rede municipal de ensino e seus familiares que participaram, hoje (24), da formatura do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas). Devido ao grande número de formandos, a solenidade foi dividida em duas  etapas. Foram 900 alunos no período da manhã  e outros 800 à tarde. No total, 26 escolas municipais participaram do curso que policiais militares desenvolvem com foco à prevenção às drogas e à violência nas escolas.

Presente na solenidade, o prefeito Leonaldo Paranhos, que participou ativamente da formatura, disse que "esta ação, formatura no Proerd2018, será até o fim das comemorações dos 67 anos de Cascavel, a mais importante do nosso  cardápio de 108 ações que preparamos para o aniversário da cidade. Este combate às drogas e a conscientização das nossas crianças,  é a nossa maior obra de aniversário".
Participaram da Formatura no Proerd os alunos do 5º ano da rede municipal. "No ano passado tivemos mil crianças formadas. Este ano, chegamos a 1,7 mil e para o ano que vem acreditamos em um número ainda maior, porque precisamos desde cedo ensinar as crianças a importância de dizer 'não às drogas'. Superamos a meta deste ano e com a parceria que temos com a Polícia Militar queremos superar a do ano que vem, porque acreditamos que este programa é essencial na prevenção da violência decorrente  das drogas",  resumiu a secretária de Educação, Márcia Baldini.
 
"O Proerd para mim"
Em 2018, dentro da programação do Proerd,  as crianças puderam ver de perto o mascote do programa, o leão Daren, que entrou em grande estilo no Ginásio, a bordo de uma motocicleta. Ao participarem deste programa, as crianças aprenderam dez lições e como parte das atividades em sala de aula, cada aluno produziu um texto demonstrando os conhecimentos adquiridos durante o curso com o tema: " O Proerd para mim".
Os melhores trabalhos  de cada escola , foram  premiados. No período da manhã, foram escolhidos os textos produzidos pelos alunos: Letícia Soares Kachuba (Escola Adolival Pian), Kamila Correia de Meira (Escola Municipal Nossa Senhora da Salete), Dominique Telega (Escola Professora Arminda), Maria Isabel Sutil dos Santos ( Escola Maria Fagnani) Ian Adriel Lopes (Escola Maria Fumiko), Pablo Henrique Jandrey (Escola Professora  Michalina Sochodolak), Beatriz Krugger (Escola Reverendo Darcy Miranda Gonçalves), Daniel Santos Conceição (Escola Robert Francis Kennedy), Cristyan Giordani ( Escola Rubens Lopes), Nycolas André Souza Ribeiro (Escola Francisco Vaz de Lima), Kamila Gabrielly Cerninsti (Escola Aquiles Bilibio) e Hilary Gomes Aguiar (Escola Maria Fanny).
À tarde foram  escolhidas as redações dos alunos:  Davi Coser (Escola Municipal Aloys João Mann), Luiza Fernanda Aparecida Santana (Escola Atílio Destro)Amanda lemos dos Santos (Escola Diva Vidal), Emilly Cristine Zenni (Escola Carlos de Carvalho), Murilo Nunes dos Santos (Escola Hermes Vessaro), Luis Felipe Pruchaski (Escola José Bonifácio) Nicolas Teixeira ( Escola Juscelino Kubitschek), Gustavo Martins Fernandes Escola Inglacir Farina), Evellyn Roberta de Paula ( Escola Maria Tereza de Abreu Figueiredo), Lucas Castamam Francener ( Escola Manoel Ludjero Pompeu) Bianca Bertolucci da Luz ( Escola Maximiliano Colombo), Gustavo Henrique Burnier Alves (Escola São Francisco) e Emerson Junio Ansulim (Escola Teotônio Vilela).
"É uma honra para a Polícia Militar e para o Batalhão Escolar esta formatura de mais de 1,6 mil crianças. O município de Cascavel e toda a sociedade, está de parabéns porque passam a contar, a partir de agora, com pessoas que terão uma visão diferenciada em relação a violência e ao uso de drogas. Eles receberam informações importantes e o nosso objetivo é que estas informações os ajudem a tomar decisões e atitudes mais saudáveis para o seu desenvolvimento", afirmou o Tenente Paulo Roberto da Silva, comandante da 2ª Companhia de Patrulha Escolar Comunitária.
 
Proerd
O Proerd começou com um programa de parceria entre o departamento  de polícia de Los Angeles (EUA) e o distrito escolar daquela cidade, em 1983, recebendo o nome de D.A.R.E (Drug Abuse Resistance Education). O esforço cooperativo demonstrou alta eficiência em programas de prevenção baseados na tomada de decisões, estabelecimento de valores, resolução de problemas e estilos de vida positivos.
O Proerd é aplicado por policiais militares que são rigorosamente selecionados e formados por profissionais da área de educação, onde atuam em sala de aula em um período letivo, uma vez por semana durante uma hora de aula com turmas do 5º ano do ensino fundamental, sendo o programa desenvolvido em 10 lições. O Proerd está na rede de ensino público e particular do Estado do Paraná desde o ano 2000 e já formou aproximadamente 1,5 milhão alunos que se tornaram multiplicadores do programa na sociedade paranaense.
Categoria:Geral

Deixe seu Comentário